Dieta HCG – Como Funciona, Fases da Dieta, O que Comer! [Guia Completo]

Antes de você entender o que é a dieta HCG, como ela funciona, quais são suas fases, alimentos permitidos, como também, os excelentes resultados que a dieta HCG traz para nosso corpo e saúde, é preciso ir mais fundo e entender sua criação desde a sua essência, desde sua concepção, para só então, entendermos, o quanto a dieta HCG é transformadora e pode realizar uma mudança não apenas eficaz, como também, duradoura em nossas vidas.

A dieta HCG é capaz não apenas de emagrecer, como também, manter o peso desejado e atuar no corpo de forma estrutural, eliminando dele somente a gordura ruim, que é prejudicial à saúde e também a nossa autoestima.

Então, vamos entender como a dieta HCG foi desenvolvida, ou melhor dizendo, como a dieta HCG foi descoberta e todos os benefícios que ela é capaz de trazer para a vida tanto de mulheres quanto de homens.

 

Como a dieta HCG foi desenvolvida?

A dieta HCG foi descoberta em função de uma necessidade médica vinculada a outra doença.

Em 1954, o Dr. Simeons, médico inglês, trabalhava na índia com casos de Síndrome de Froehlich’s – no qual pessoas do sexo masculino possuem o corpo estrutural parecido com corpo de mulher, com quadril largo, cintura fina, órgãos sexuais não desenvolvidos e ainda apresentam um outro fenômeno chamado de Criptorquidia, no qual o testículo do homem não desce, não se desenvolve normalmente.

E, um dos modos, de fazer o testículo descer é aplicando nesses pacientes Gonadotrofina Coriônica Humana, o então conhecido HCG, que nada mais é do que um hormônio que as mulheres desenvolvem durante a gestação.

Porém, com o passar do tratamento, o Dr. Simeons, passou a observar que esses pacientes que recebiam o HCG, como tratamento para descer o testículo, começaram a obter também outros resultados.

Esses pacientes passaram a:

  • Perder a gordura localizada no quadril;
  • Ocorrer uma mudança no seu contorno corporal – que antes se assemelhava ao feminino;
  • Emagreceram, mantiveram a massa magra e ficaram livres de flacidez.

E esses resultados surpreendentes, fizeram o Dr. Simeons, se dar conta que talvez, o tratamento também pudesse ser utilizado como uma dieta para o emagrecimento.

Assim, em 1954, depois de vinte anos de conhecimento e estudo na área, ele publica o livro Libras e Medidas(Pounds&Inches 1954The Original HCG Diet Protocol), o nome do livro se deu pela questão da proporção da dieta HCG, ou seja, aquilo que você perde de peso, você também perde em medida.

Então, o livro foi a forma pela qual o Dr. Simeons oficializou o tratamento da obesidade através do uso da dieta HCG.

Portanto, com parte essencial da história relatada, vamos agora, entender afinal, o que é o HCG e como a dieta funciona.

 

O que é a Dieta HCG?

O HCG é uma Glicoproteína hormonal produzida pelas células trofoblásticas sinciciais (sincício trofoblasto placenta) nos líquidos maternais.

O HCG começa a ser produzido pela mulher no sétimo dia de gravidez e com o passar da gestação a quantidade HCG aumenta substancialmente, e a mulher chega a ter em seu corpo mais de 1 milhão de unidades de HCG, sendo esse, o único hormônio exclusivo da gravidez, tanto que é esse hormônio que é verificado a existência nos testes de gravidez.

O HCG foi descoberto em 1927 e possui duas unidades a Alfa HCG e a Betah CG, atuando somente na gordura anormal do corpo.

Existem três tipos de gorduras em nossos corpos:

A 1º é a gordura estrutural, que serve como proteção dos órgãos (em vota do coração, do fígado, etc.) e que não devemos perder.

A 2º é a gordura de reserva, que você usará como energia para nossas atividades diárias.

E o 3º tipo de gordura é a que chamamos de anormal, que é a gordura a qual a dieta HCG atua, que é aquela gordura indisponível, aquela gordura localizada, que apesar de muitos esforços físicos não conseguimos perder.

E essa é a gordura alvo da dieta HCG, esse é mais um dos motivos dessa dieta ser tão diferente, especial e eficiente – pois atua na gordura anormal, que não deveria fazer parte do nosso corpo.

Assim, a dieta HCG é feita através da ingestão do HCG aliado a uma dieta alimentar hipocalórica, a qual veremos adiante.

 

Como funciona a dieta HCG?

O HCG pode ser usado no tratamento da obesidade e do sobrepeso, auxiliando no emagrecimento anabólico, ou seja, não há perda de massa magra, apenas de gordura e, o emagrecimento se dá sem flacidez.

O HCG estimula o T3, diminui o T3 reverso e aumenta os níveis de testosterona no homem, dessa forma, o resultado é o aumento da massa magra sem flacidez.

Segundo alguns teóricos, o HCG é tão eficiente em função de suas ações:

  • Tem ação sobre o metabolismo de tecido adiposo (Fleigelman), com um efeito inibitório da lipogênese (diminuindo a atividade da glucose – 6 – fosfato);
  • Aumenta a oxidação de gorduras (Yanagihava);
  • E a liberação de ácidos graxos livres (Melichar) - resultando em perda de peso e de centímetros nas áreas do corpo mais difíceis de queimar gordura como quadris e abdômen, por exemplo.

Atualmente, o Dr. Lair Ribeiro, um renomado médico brasileiro, cardiologista e nutrólogo, com uma vasta publicação de trabalhos científicos e, experiência singular na área, faz uso da dieta HCG tanto em seu consultório com seus pacientes, como também, em seus ensinamentos na sua pós-graduação.

Hoje, podemos destacar e indicar o Dr. Lair Ribeiro como uma grande referência no tratamento de obesidade e doenças vinculadas a esse problema. Dessa forma, muito do material produzido nesse artigo, tem como base as colocações desse médico espetacular que faz a diferença no dia a dia de seus pacientes.

 

Fases da dieta HCG:

Para entender as fases da dieta HCG, vamos percorrer pelos protocolos criados por dois médicos distintos.

O primeiro será o Dr. Simeons, que foi o descobridor e criador da dieta HCG e, logo após, veremos o protocolo proposto pelo Dr. Daniel Belluscio, que trouxe algumas inovações, dando novas possibilidades a grande descoberta feita pelo Dr. Simeons.

Pontuando que, todo esse material apresentado aqui é baseado na pesquisa e prática do Dr. Lair Ribeiro sobre o assunto.

Na dieta HCG, existem dois tipos de protocolos para necessidades distintas.

Um tipo segue 40 dias de tratamento, enquanto outro segue 26 dias de tratamento, sendo que os mesmos são definidos entre médico e paciente, a partir da necessidade do paciente de emagrecer mais ou menos de 15 quilos.

Assim sendo, quando existe a necessidade de o paciente perder menos de 15 quilos, a tendência é fazer o tratamento de 26 dias, mas se a necessidade for maior de 15 quilos, a tendência é realizar o tratamento de 40 dias.

Ressaltando que o processo não é garantia de resultado, cada paciente terá resultados diferentes a partir daquilo que seu corpo consegue realizar, deixando claro, que existem pacientes que necessitam fazer o tratamento mais de uma vez para obter os resultados desejados.

 

Vamos conhecer a seguir os protocolos de tratamento:

 

Protocolo Original do Dr. Simeons:

1 – Pesar toda a manhã antes do café;

2 – 125 UI por dia, exceto durante a menstruação;

3 – Até a terceira aplicação ter uma alimentação normal, na verdade, recomenda-se, inclusive que o paciente ingira um pouco mais de alimentos gordurosos até essa terceira aplicação;

4 – A partir da terceira aplicação, o paciente deve passar a ingerir 500 calorias por dia, continuando nessa dieta até 72 horas após a última aplicação – a dieta de 500 calorias por dia é uma dieta Hipocalórica, sendo hiperprotéica, hipolipídica e muito baixa em carboidratos, ou seja, com muita proteína, pouca gordura e pouquíssimo carboidrato, fechando 500 calorias dia.

5 –Por três semanas após o termino do uso do HCG, amido e açúcar são proibidos;

6 – A vida média do HCG é de 36 horas, dessa forma, a aplicação diária gerará um efeito cumulativo no organismo do paciente, sendo que a reaplicação diária de 125 UI estabiliza os níveis de HCG em 72 horas.

Protocolo Modificado do Dr. Simeons:

1 – Aplicar 125 UI de segunda a quinta-feira;

2 – Na sexta-feira a aplicação é de 180 UI;

3 – No sábado e no domingo não realiza nenhuma aplicação;

Resultados:Com essas doses, segundo Dr. Simeons, o resultado esperado é perder, em média, de 350 – 500 gramas por dia, alguns podem perder até mais outros podem perder menos, os homens, geralmente, perdem mais gordura do que as mulheres.

Após anos, o HCG sendo utilizado apenas de forma injetável o Dr. Daniel Belluscio, médico italiano, que estudou, pesquisou e trabalhou muitos anos na Suíça, em uma instituição especializada em tratamentos de pacientes que fazem uso do HCG, desenvolveu um método revolucionário e introduziu o HCG para uso sublingual, dando a possibilidade de realizar o tratamento por via oral.

Assim, em 1991, o Dr. Daniel Belluscio, desenvolveu seu próprio protocolo para a administração oral do HCG.

O protocolo do Dr. Daniel Belluscio, se divide em três fases, são elas:

Fase 1: Adaptação!

Deve-se ingerir:

- 5 Gotas sublingual 3x ao dia, ou também, pode usá-la na forma de pastilha ou gota. Essa fase é feita por 2 dias com uma dieta de 2.400 calorias dia.

- Nessa fase de dois dias, o paciente pode e deve comer mais do que comeria normalmente, fazendo a ingestão de alimentos calóricos, como:

Frango frito, carne de porco, pizza, hambúrguer, manteiga, cookies, tortas de carne, chocolate, arroz e macarrão.

Obs.: a alimentação forçada é importante nesta fase para incentivar o hipotálamo a queimar mais gordura nas próximas fases!

Depois desses dois primeiros dias, o paciente passa para fase de Manutenção.

Fase 2: Manutenção do Tratamento Oral (SL)

Essa fase é dividida em duas opções:

Opção 1 – dieta de no mínimo 26 dias para perder menos de 15 quilos.

Opção 2 – dieta de 40 dias para perder mais de 15 quilos.

Opção1: perder até 15 quilos (26 dias)Opção2: perder mais de 15 quilos (40 dias)
5 gotas 3x ao dia por 23 dias5 gotas 3x ao dia por 37 dias
Dieta de 500 calorias por 24 diasDieta de 500 calorias por 38 dias
Manter uma dieta de 500 calorias por três dias após o término do uso do HCG, seguidos de 18 dias sem açúcar e sem amido.Manter uma dieta de 500 calorias por três dias após o término do uso do HCG, seguidos de 18 dias sem açúcar e sem amido.

 

Fase 3: Estabilização:

Essa fase inicia após o término do uso do HCG, na qual o paciente irá aumentar as calorias e não ingerir alimentos com amido e açúcar por 21 dias.

Após esses 21 dias, o paciente retoma gradativamente uma dieta normal e sem restrições.

Assim, a dieta HCG, possui alguns pontos cruciais que precisam ser destacados e seguidos sem erro, para que o paciente obtenha os resultados desejados, são eles:

  1. Dieta de 500 calorias combinada a ingestão diária da dose de HCG.
  2. Entender e seguir obrigatoriamente as três fases do HCG –

Adaptação, Manutenção e Estabilização.

  1. Seguir estritamente a dieta sem intervalos.
  2. Monitorar pesos e medidas diariamente.
  3. Fazer o uso diário recomendado do HCG.
  4. Evitar cosméticos e maquiagens que contenham óleos.
  5. Não consumir bebida alcoólica durante todas as fases do tratamento.
  6. Evitar alimentos com glúten, óleos hidrogenados e frutose.

Podem surgir alguns efeitos colaterais: constipação, cefaleia e letargia (aparecem raramente).

As atividades físicas devem ser moderadas durante esse período, priorizando atividades em que não haja suor, como caminhada leve a moderada.

O que não pode ocorrer é a transpiração, o suor, pois o mesmo reduz o efeito do HCG no corpo, dessa forma, ele deve ser o limitador do exercício que o paciente se propuser a fazer.

Sua aplicação não é recomendada durante a menstruação.

 

Alimentos Permitidos na Dieta HCG.

São permitidos:

1 – Como único edulcorante a Stevita;

2 – Como tempero um suco de limão pela manhã – o paciente ao acordar espreme o suco de um limão em um copo de água e bebe.

3 – O sal deve ser integral, é permitido o uso de pimenta e vinagre.

4 – A água deve ser de boa qualidade, pode ser mineral, e ser ingerida na média de pelo menos 8 copos ao dia;

5 – O café e o chá são liberados podem ser ingeridos a vontade, desde que adoçados com Stevita;

Protocolo de alimentos:

Original da dieta hipocalórica com o uso do HCG construída pelo Dr. Simeons e utilizada até hoje.

Essa também é a recomendação utilizada pelo Dr. Lair Ribeiro.

Protocolo de alimentos 500 calorias dia:

Café da manhã: chá ou café – liberado.

Almoço: 100 gramas de proteína + 1 vegetal.

Lanche: uma maça ou oito morangos + uma torrada.

Jantar: 100 gramas de proteína + 1 vegetal.

Ceia: uma maça ou oito morangos + uma torrada.

Obs.: se o paciente precisar realizar uma viagem, deve aumentar a dieta para 1000 calorias dia.

 

Resultados obtidos com a dieta HCG!

  • Aumento da tolerância a dieta hipocalórica, resultando em um efeito hipotalâmico, no qual o paciente não tem fome;
  • Aumenta a manutenção da perda de peso, eliminando, dessa forma, o indesejável efeito sanfona;
  • Perda das gorduras anormais localizadas em áreas difíceis de serem reduzidas, como quadris, abdômen, etc.
  • Modificação do contorno corporal, pelo fato de agir sobre as gorduras anormais e mais difíceis de serem perdidas;
  • Perda de quilos e centímetros corporais proporcionais;
  • Corpo com menos gordura e sem flacidez pois a proteína permanece no paciente;
  • Perda de gordura e ganho de massa magra;
  • Emagrecimento com saúde, eficaz e duradouro.

Caso o paciente, não consiga perder todo o peso desejado na realização do tratamento, seja ele de 26 ou 40 dias, a recomendação médica para realizar o tratamento novamente é após um intervalo de 6 semanas, pois se o paciente fizer o tratamento antes desse período,poderá ficar resistente ao HCG.

E no caso de um terceiro tratamento, o paciente precisará aguardar 8 semanas para o próximo tratamento.

Essa recomendação é baseada tanto no trabalho teórico quanto prático do Dr. Simeons, que dedicou 40 anos de sua vida na pesquisa e estudo da dieta HCG.

 

Referências:

Canal do YouTube do Dr. Lair Ribeiro médico cardiologista e nutrólogo.

Site: www.medicalscribes.net/hcg-resoucer

 

Indicação de leitura:

Este livro:  Simply Simeons – A QuickGuideTo The Most Popular – HCG DIET – Onthe Planet, Roby Brook anda Marsha Brook, apresenta a dieta HCG de forma simples, de fácil entendimento e com todas as informações importantes que o paciente deve conhecer sobre o tratamento.

Outra indicação é o livro:The HCG Diet Book OfSecrets – Top Secret de Harmony Clearwater Grace,que serve como uma leitura de suporte pós tratamento, trazendo informações de porque algumas pessoas voltam a engordar e o que fazer para manter o peso perdido, para não engordar novamente.

Curiosidades:

  • Apesar de ser um hormônio exclusivo da gestação, o HCG pode estar presente no sangue do homem com câncer de testículo.
  • Quando o HCG é coletado da urina de mulheres grávidas, pode ser usado por outras mulheres para o tratamento da fertilidade.
  • O HCG já existe em forma homeopático para ser vendido em sites americanos.

 

Dê sua opinião e compartilhe com seus amigos!